Total de visualizações de página

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

História para Reflexão

Antônio, um pai de família, um certo dia, quando voltava do trabalho, dirigindo num trânsito bastante pesado, deparou-se com um senhor que dirigia apressadamente. Vinha cortando todo o mundo e, quando se aproximou do carro de Antônio, deu-lhe uma tremenda fechada, já que precisava atravessar para a outra pista. Naquela hora, à vontade de Antonio foi de xingá-lo e impedir sua passagem, mas logo pensou: - Coitado! Se ele está tão nervoso e apressado assim... Vai ver que está com um problema sério e precisando chegar logo ao seu destino, pensando assim, foi diminuindo a marcha e deixou-o passar.

Chegando em casa, Antonio recebeu a notícia de que seu filho de três anos havia sofrido um grave acidente e fora levado ao hospital pela sua esposa.

Imediatamente seguiu para lá e, quando chegou, sua esposa veio ao seu encontro e o tranqüilizou dizendo: - Graças a Deus está tudo bem, pois o médico chegou a tempo para socorrer nosso filho. Ele já está fora de perigo.
Antonio, aliviado, pediu que sua esposa o levasse até o médico para agradecer-lhe. Qual não foi sua surpresa quando percebeu que o médico era aquele senhor apressado para o qual ele havia dado passagem!


"Imagine que por trás de uma atitude, existe uma história, um motivo que leva a pessoa a agir de determinada forma.”  



Não sei se a história é verídica, mas dá para pensar, não dá?

4 comentários:

Casa de benção disse...

Muito boa...interessante, né?
Gosto destas ilustrações que ensinam coisas fundamentais pra nossa vida diária...
Não se esqueça: ...ainda que a terra se transtorne e os montes se abalem no seio dos mares; ainda que as águas rujam e se perturbem...há um rio cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do altíssimo. Deus está no meio dela, jamais será abalada..."
Aleluia, Deus está contigo!
Bjs, maninha!

Denise Malafaia Cerqueira disse...

Amo estas histórias!
Vou só anotando...

ligia disse...

Bem diz o ditado...Sai da frente que atrás vem gente... nesta história a causa era nobre, e mesmo que não fosse, a atitude de não impedir, além de evitar que cometamos enganos, se for algo que nos prejudique,deixemos o lixo passar..esta é outra ilustração...abraços..estamos juntas Sueli, amei a idéia!

Malafaia disse...

Oi Lígia, que prazer vê-la aqui!Muito obrigada por sua participação! Espero que retorne, e deixe sempre uma palavra de edificação e esperança. Graça e paz amiga!